Especial! Guitar Hero (Parte 2)

guitar_hero_world_tour_box1

World Tour

Continuando nossa brincadeira de escrever, afinal o ideal é que se escreva por gostar e não porque tem alguém lhe chicoteando as costas, damos continuidade a este especial Guitar Hero.

Na primeira parte falamos sobre o primeiro game, o segundo, o Encore e finalmente o Guitar Hero 3. Desta vez começaremos falando sobre o Guitar Hero IV.

Com a obrigação de disputar mercado com Rock Band, não restava outra alternativa aos executivos da Activision senão copiar o mais novo rival, ou seja, além da guitarra foi adicionado a bateria e o microfone no pacote completo do jogo. A partir deste momento o nome “Guitar Hero” deixava de fazer sentido, em contrapartida a série ganhava fôlego novo para manter as boas vendagens.

Além de copiar o rival, World Tour também se preocupou em inovar um pouquinho ao adicionar um modo de criação de músicas, ou seja, a partir daquele momento qualquer jogador poderia compôr suas próprias faixas e disponibilizá-las nas redes onlines das plataformas.

Outra grande implementação no jogo foi o modo de criação de personagens e de banda, diga-se de passagem, um dos mais completos já vistos. Afinal quem produzira o game fora a mesma Neversoft que já adquirira expertisse nos modos de criação de personagens na série Tony Hawk’s.

Dentre as estrelas de World Tour presentes no game estava o príncipe das trevas Ozzy Osbourne, o pai da guitarra Jimi Hendrix, a princesinha dos paraemos Hayley Williams, além de Sting, Travis Baker, Billy Corgan, Ted Nugent e Zakk Wilde.

Já na parte da trilha sonora haviam grandes músicos fazendo parte do portfólio, inclua aí Nirvana, Lenny Kravitz, Michael jackson, Blink 182, Foo Fighters, Korn, Motorhead, Metallica entre outros.

O que também chamou a atenção foi a forte presença de bandas novas no cenário rockeiro, conheço muita gente que torceu o nariz para o jogo por causa destas bandas, outras pessoas compraram o jogo só por causa delas. Estou falando de Muse, Paramore e Tokio Hotel.

Parece que a Neversoft queria um jogo que agradasse a vários tipos de ouvintes do rock.

.

Destaques de World Tour

Eye of the Tiger – Survivor

Hey Man, Nice Shot – Filter (Minha Favorita)

Rebel Yell – Billy Idol

What I’ve Done – Linkin Park

Shiver – Coldplay

.

Esses destaques são a minha opinião, claro. Vamos encerrar por aqui a parte dois. Afinal são tantos Guitar Hero’s para se falar então vamos guardar munição para o futuro. Mas antes de finalizar aí vai uma citação bem interessante do Amer:

Meu Blog, minhas regras: Críticas são bem vindas, contanto que sejam bem formuladas. Idiotices ou extremismos serão deletados ou respondidos com violência e destruição. Se não gosta de meus textos vá procurar algo de seu agrado, só não venha encher o saco com mimimis.

Anúncios

5 Comentários

Arquivado em Games, Retrô

5 Respostas para “Especial! Guitar Hero (Parte 2)

  1. victor

    tpo cade o 5 ?
    e faz uma materia sobrte os guitar fakes os famosos hackers …

  2. victor

    guitar hero metalica .??

  3. Luiz [Digimon Kaiser]

    Metallica e Aerosmith, mais o 5 e o Smash Hits!

  4. victor

    o smash hits é o remake do 1 … XD só q agora com os intrumentos mercanarios q são o olho da cara ,…

  5. Luiz

    Smash Hits na verdade é uma coletânea com as melhores músicas do 1, 2 e 3. ^^

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s