Semana Silent Hill: As Melhores Frases

Semana Silent Hill elege hoje as melhores frases.

Pô Silent Hill é uma série bacana mesmo. Sons macabros, jogabilidade nota dez, enredos bem desenvolvidos… Rá, um detalhe que não esqueceram foi os diálogos entre os personagens, alguns deles são muito marcantes. Então dando continuidade a “SEMANA SILENT HILL”, aí vai uma seleção das melhores frases dos personagens da série. São as mais icônicas e não estão em qualquer ordem que seja. Afinal todas foram “supinpas!”

.

.

“I’m the same as them“, Lisa Garland – SH1

Sou igual a eles.

Sim, meus caros, a jovem enfermeira Lisa era bonita, emotiva, e sempre parecia precisar de um abraço másculo, até que se descobre porque cargas d’água ela ficou ali no hospital sozinha. Na verdade a pobrezinha não havia sobrevivido à limpeza da cidade e simplesmente não percebeu isso. Então quando ela fala que é como os outros monstros e começa a sangrar por todo o corpo significa que ela é um cadáver ambulante que sequer percebeu quando é que tinha partido dessa pra melhor.

E sim, eu sei que você adoraria ver o Harry terminando o jogo com a Lisa como namorada. Este é o típico caso de até que descubram que um de nós está morto e nos separe. Só me pergunto porque diabos todas as melhores garotas precisam morrer de forma trágica nos videogames: Aerith, Lisa…

.

.

“What the hell?”, Henry Townshend – SH4

Mas que diabo…

O Henry é um incansável e por isso insistiu em repetir essa frase várias vezes no game. Ainda assim era muito foda cada vez que ele dizia isso. Digo isso porque o Henry era realmente muito monossilábico. Veja só o que acontece qaundo ele descobre que alguém o trancou com várias corrente do lado de dentro do apartamento. Ao invés de pegar uma faca de cozinha e sair procurando o meliante, tudo o que ele se limita a fazer é dizer “What the Hell”.

Pelo menos a frase é marcante, mas não me deixou outra impressão a não ser outra de que estavam economizando grana com os dubladores. E qualquer um que diga o contrário estará se enganando totalmente, afinal quantos de nós se limitaria a dizer “what the hell” quando algo realmente sobrenatural ocorre em todo o lugar a nossa volta. Mas que diabo…

.

.

“Have you seen a little girl?“, Harry Mason – SH1

Você viu uma garotinha?

A cada alma viva que surgia o Harry insistia em fazer a mesma descrição da Cheryl até que encontrou um grupo vindo de outro mundo e… Não eu não vou contar spoiler. Se bem que a essa altura todos já viram o final no Youtube. Mas que seja, o fato é que Harry é tão meticuloso na descrição de sua não-filha durante todo o jogo que ele chega a ser irritante.

Felizmente esta não é a frase que mais se repete em Silent Hill 1. Não sabem qual é né? Bom atente que a cada coisa diferente ou objeto estranho no caminho, o nobre Harry sempre diz “what is this?”, variando para “what’s that”. Felizmente ele não usa o termo “what the hell”, que eu me lembre do contrário ele estaria enjaulado por roubar frases do Henry. Se bem que na prisão ele teria companheiros aos quais ele poderia perguntar sobre a tal garotinha…

.

.

“This town is full of monsters! How can you sit there and eat pizza!?”, James Sunderland – SH2

A cidade está cheia de monstros. Como você pode se sentar e comer pizza?

Pois é, a cidade estava lotada de monstros para proporcionar as mortes mais violentas e bizarras possíveis, mas ainda assim o Eddie parecia ocupado demais com sua deliciosa pizza de peperoni. Pô, eu até poderia escrever um zilhão de frases zombando o Eddie, mas algumas já bastam. Afinal que tipo de pessoa se ocupa de pizza enquanto o diabo está acontecendo em todo o lugar lá fora? Comer é necessário? Sem dúvidas, mas não havia uma hora mais conveniente para isso?

Depois ele se irrita se o chamarem de gordo… Porra, o cara consegue simplismente se sentar e comer pizza com o Pyramid Head em qualquer lugar da cidade (poderia estar ali no boliche), mas ao invés de tentar sair da cidade ele decide rangar ali mesmo. Por isso ele não passa de um gordo psicótico que com certeza seria bullynado em qualquer colégio do mundo.

.

.

“Shut your stinking mouth, bitch!”, Heather- SH3

Cale sua boca suja, vadia!

Ah a Heather virou heroína após essa frase, nada mais bonito do que ver um protagonista gritando descontroladamente contra um vilão mandando calar a boca e chamando o tal de vadia. Clap, clap…

Sim, aplausos para a Heather. Quando penso que qualquer ofensa e frase digna de Oscar já foi usada, eis que a garota usa de seu vocabulário cheio de maneirismos copiados de qualquer “American Pie” para fazer uma religiosa se calar. Melhor que essa só o cara que mandou o Hugo Chávez calar a boca (mas no caso dele ele não chamou o presidente da Venezuela de vadio ou algo do tipo). Dez estrelas premiadas pra Heather!

.

.

Look’s like god didn’t make it“, Heather – SH3

Vejam do que Deus é feito.

Tô falando que ela é um poço de frases fodas, tá ali o dito Deus ou Deusa do pós morte jogado no chão como se fosse uma lombriga nojenta e a Heather não podia deixar passar, claro que não. Afinal temos ali uma mistura de escremento humano vomitado com uma larva de qualquer coisa nojenta que se auto-entitula “Deus”, jogado ali no chã como uma barata melequenta.

Nada mais natural do que caçoar não é mesmo. Digo que qualquer ser humano não resistiria a tentação. É quase como que vencer o Corinthians na Libertadores e dizer “Rá, veja como joga o campeão mundial? Não me faça rir, você é fraco e por isso perdeu, rá”.

.

.

“They look like monsters to you?”, Vincent – SH3

Parecem monstros pra você?

FDP! Na hora eu até pensei, não é possível, são humanos então? Felizmente o Vincent disse que era uma brincadeira. Mas a sensação de ter ouvido uma pérola nunca será esquecida.

Imagino: “e se eles realmente fossem humanos?” Isso então tornaria cada mísero herói da série que se julgava nobre (inclua aí o Harry Mason, mas não o James que afinal não era nem um pouco nobre), e os chame de assassinos psicóticos sofrendo de alucinações por uso constante de “medical kit”e “ampoules”. A possibidade seria enorme mesmo. Mas como Silent Hill não é um jogo da Rockstar…

.

.

“Maybe you hated her…”, Maria – SH2

Talvez você a odiava…

Viram como os produtores jogam spoilers ao longo do jogo e você só percebe quando chega ao final… E depois querem me convencer que para descobrir os segredos de qualquer jogo você precisa chegar ao final… Tsc, tsc.

Silent Hill 2 e essa frase são as provas irrefutáveis de que a inteligência do jogador é colocada à prova em vários momentos. Pior que isso é que de fato ninguém (absolutamente NINGUÉM) se lembrou deste momento lá no final do jogo. Então sim, os produtores estão certos em colocar pequenos spoilers ao longo de um jogo, senão eles seriam obrigados a jogar tudo no final e ninguém ia entender nada mesmo. Shit.

.

.

“Are you still follow me? Do I have to scream?”, Heather – SH3

Você continua me seguindo? Será que preciso gritar?

Quem diria algo tão pop e tão foda? A Heather é claro!!! Ela é a menina malvada da série com certeza. Vejam só, ou façam o teste se quiserem, comece a seguir uma pessoa como se ela estivesse fugindo com uma barra de chocolate roubada do supermercado. Certamente que ou a pessoa começa a correr descompassadamente achando que você quer relações sexuais forçadas ou ela simplismente vai parar e esperar você ultrapassá-la só para depois ficar te seguindo. Claro que ainda há os casos das pessoas que de tão tapadas nem vão perceber que você entrou na casa delas, mas isso não vem ao caso.

O negócio é que ninguém vai parar, encararte nos olhos e dizer em alto e bom som (quase gritando): “que qui é, vai ficar me seguindo? Eu vou gritar tão alto que vou furar seus tímpanos, seu filho da puta, e depois a polícia ainda vai te bater de cacetete pra aprender a não seguir as pessoas seu maníaco”. Bom, a Heather não disse isso, mas foi quase. E aposto que se ela lêsse esse blog com certeza que ela diria na primeira oportunidade que tivesse. A juventude de hoje é revoltadinha e metida a ser “cool” a todo custo, vocês sabem.

.

.

“You cant be dead. I was going to kill you!”, Heather – SH3

Você não pode estar morta. Eu ia te matar!

Ah eu devia apagar todas as frases da Heather daqui até agora e esquecer-me que joguei o fabuloso Silent Hill 3. Mas não farei isso por um simples motivo: se eu fizesse isso é certo que os leitores que se dão ao trabalaho de comentar ficariam enfurecidos e quererião fazer comentários criticando a postagem. E como eu sou um cara que não me sinto à vontade de ter de escrever tudo de novo e nem de apagar comentários em massa, vou deixá-los aqui, tá bom?

Além de que essas frases aí da Heather são quase como orgasmos de tão estupendos que são. Imagine se você entrasse na cena de um crime com todos os policiais ali vendo a vítima deitada no chão e soltasse uma frase dessas. Além de te acharem maneiro, é certo que a polícia iria te prender e a família do defunto iria chorar litros d’água. Mas como disse: a Heather pode porque ela é foda.

.

.

“Look mom, i’m burning”, Alessa – Terror em Silent Hill

Veja mamãe, estou em chamas.

Caraca, essa foi a cena para acordar os dorminhocos nas salas de cinema. E sim, isso foi um momento que só aconteceu no filme, infelizmente. Mas ainda assim…

E dizer que comumente as mães chamam seus filhos de diabinhos. Com certeza não viram seus filhos pondo fogo mágico no próprio corpo, senão chamariam exorcitas e começariam a filmar o infeliz durante a noite na esperança de que acontecesse algo sórdido o bastante para fazerem um filme chamado “Atividade Paranormal” (ou outro nome para não ferir Hollywood), só para ganhar uma graninha em cima do capeta. Ah mas estamos em Silent Hill e as crianças demoníacas estão ali para assustar e não para ganhar dinheiro, então esqueçam o que eu disse…

.

.

“It doesn’t matter if you’re smart, dumb, ugly, pretty….

It’s all the same once yer DEAD! …And a corpse can’t laugh.” Eddie Dombrowski – SH2

Mas sabe? Não importa se você é esperto, estúpido, feio, bonito… Dá na mesma quando você estiver MORTO! E um cadáver não pode rir.

A filosofia de Eddie pode até ser destorçida e sinistra, mas uma coisa há de se convir: ele está totalmente certo. E antes que me chamem de psicopata reflitam na frase quase bíblica de Eddie. Não é verdade? Não interessa para os vermes na hora de devorar seu defunto se você foi o presidente da Nintendo ou o fanboy que comprava todos os cartuchos de Pokémon para Gameboy. Uma vez que você está morto já era rapaz.

Quanto a última menção da frase. Bem, não é totalmente verdade. Alguns mortos são bem sorridentes. Pelo menos o Coringa no primeiro filme do morcegão terminava com um belo sorriso estampado na cara e um risada ininterrupta, mesmo estando ali estatelado no chão como qualquer coisa que caia com força de uma altura considerável. Ah é, ele não estava vivo, era só o saquinho de risos dele… ah mas vocês entenderam…

.

.

“Happy birthday to you”, ??? – SH3

Parabéns pra você querida “quem é você?”, parabéns pra você.

Aquela cena em que Heather atende um telefonema no hospital e a voz psicopata lhe deseja parabéns foi simplesmente perturbadora. Sério aquilo foi sinistro. Algumas teorias apontam que quem estava no telefone era o Walter Sullivan, já que na sequencia a tal voz faz uma refêrencia a uma pessoa que agora seria conhecida como número 7… será???? Não, o mais óbvio é que seja mesmo o Leonard no outro lado da linha.

Independente de quem estava ligando para desejar feliz aniversário, uma coisa me chamou a atenção nesta cena: apesar do cara perguntar se a Heather queria dar ou receber dor, a menina estava mais preocupada em desmentir o sujeito, argumentando que ele errou e que não era seu aniversário naquele dia. Não se lembram? Corram pro youtube e confiram, é impagável.

.

.

“The Dead will walk, and martyrs will burn in the fires of the hell”, Dahlia Gisllepie – SH1

A morte caminhará. E os mártires serão queimados no fogo do inferno.

E viva o Rock n’ Roll!!!!

.

.

“It’s been a long seven years, for the seven years since that terrible day,

Alessa has been kept alive, suffering a fate worse than death”, Dahlia – SH1

Por longos sete anos, desde aquele terrível dia. Alessa foi mantida viva. Sofrendo um destino pior do que a morte.

Essa sim foi a frase da Dahlia que ficou ecoando infinitamente nos meus ouvidos no final do game. Ah então a Alessa não era o mal na verdade…

É essa frase não é a mais bacana de todas mesmo, mas enfim, é a mais significativa no jogo. É ali que a trama é desenrolada e que é revelado que a Alessa sofreu mais do que qualquer um de nós. Afinal eu não consigo imaginar algo pior do que a morte. Na verdade sim, quando penso melhor. Mas duvido que colocaram um fone de ouvido tocando Restart ou Cine nas orelhas da Alessa enquanto ela não podia se mexer. Ou será que fizeram isso? Aí é sacangem…

.

.

James, do you really think i could ever forgive you for what you did?, Mary Sunderland – SH2

James, você achou mesmo que eu poderia perdoar o que você fez?

E foi este o momento do “ih fudeu”. Uma lição a ser aprendida é: se receber uma carta da sua esposa morta por você mesmo pedindo para ir encontrá-la significa que ela quer vingança e não sexo.

Esta frase é exclusiva do final Maria, que na minha opinião não é o melhor do jogo (afinal tem o “Rebirth” e o “In water” para competir), mas nenhum outro tem uma frase tão sagaz e cheia de ódio quanto esta. Afinal você achou mesmo que a Mary ia levar o James até a cidade de Silent Hill, fazê-lo passar por pressões físicas e psicológicas apenas para dizer que o perdoava e que queria ficar com ele pra sempre? Não, naturalmente que não. Ela não esquece, ela não perdoa. Quando alguém morre em um momento de terror nasce uma maldição. O Grito. Hoje nos cinemas.

.

.

“Just put the gun to their head and… pow“, Eddie

Pô o Eddie é um psicopata, mas foi somente nesta hora que eu percebi o quanto ele era doente. Naquele momento decidi que ele tinha de deitar na lona mesmo.

.

.

E assim termina a segunda parte do especial (ontem foram os monstros mais medonhos, não viu? Corre lá!), amanhã tem mais.

8 Comentários

Arquivado em Games

8 Respostas para “Semana Silent Hill: As Melhores Frases

  1. Pingback: Semana Silent Hill: Os Monstros Mais Medonhos « RevistaGames

  2. Pingback: Semana Silent Hill: Os Monstros Mais Medonhos | Infinity Evil Team

  3. Pingback: Rolou na E3: Silent Hill 8 « RevistaGames

  4. legal! li todo o post! mas so tem frases dos Primeiros 4 jogos da serie!

  5. Anônimo

    Sou fã de jogos de Horror e SH é muito bom, amei o post

  6. Bruna

    a melhor é : ” have you seen a little girl? “

  7. Os primeiros jogos da serie são os melhores poh!

  8. Sabin

    O segundo jogo é o menos assustador, mas tem as melhores frases. Todos os diálogos se encaixam com o momento do jogo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s