Hands-On – Splinter Cell: Conviction

  

 

colocamos nossas mãos em dois games badalados do Xbox 360...

  Muito bem, voltamos com seção que de vez enquanto esculacham alguns games.  Hoje trago a vocês jogos que já foram jogados, tão prometendo continuações etc… Mas enfim merecem ser analisados neste blog.

Sam Fischer volta agora mais agressivo e cinematográfico.

 Quando foi anunciado Conviction aparentava ser um game totalmente diferente do que temos na versão final, mas o resultado não decepcionou e tivemos um game que merece ser jogado até o seu fim.

Com o lançamento deste game criamos dois universos da serie o Splinter Cell no qual foi lançado para tentar abater o agente da Konami com intuito de utilizar a sombra como uma arma, apesar de ter sido um game bacana ele com o tempo se tornou repetitivo e ficamos na espera de um game melhor e inovador. Foi quando criaram um novo universo chamado Conviction no qual reformularam até a personalidade de Sam que anteriormente parecia um robô que nem fala com os outros.

Esqueça isso no novo game, toda aquela mecânica de simulação de espionagem que tínhamos anteriormente aqui você pode ser o jogador hardcore que sempre quis ser e manter a futividade de forma bem estratégica.

O game narra uma historia confusa que lhe deixa com a sensação de que não entendeu, mas tudo fica bem explicado quando se joga até o fim, a historia Sam teve sua filha morta nos eventos de Double Agent bem no ultimo game aparentava-o nem ligar para isso eis que neste game o sujeito resolve ir atrás dos responsáveis de tal assassinato até descobrir que ela esta viva e uma grande conspiração inicia-se envolvendo grandes políticos e terroristas.

A jogabilidade esta misturada com dois games, Assasin’s Creed no qual Sam possui uma grande agilidade com o alpinismo e consegue escalar paredes e canos com muita facilidade e sem deixar uma gota de suor cair e o típico Gears of War onde você anda e atira com direitos a uma excelente cobertura por trás de muitos objetos e paredes.

Nesta parte também inclui a escuridão onde ela é a sua maior amiga, você fica praticamente invisível aos inimigos quando esta na penumbra a coloração fica preta e branca e você pode armar diferente armadilhas e emboscadas contra seus inimigos. A certos momentos onde Sam mostra que esta mais agressivo do que nunca onde ele interroga alguns sujeitos que irão lhe dar informações sobre os inimigos.

Algo que impressiona é a inteligência artificial do game, por exemplo, se você esta num canto escuro e um sujeito te ver ela ira partir em cima de você indo em direção ao ultimo lugar onde você esteve neste meio tempo fica a cargo do jogador fazer uma excelente armadilha e surpreender seus inimigos.

O game possui como prólogo da historia um modo cooperativo no qual pode se jogar online ou em splint screen. A historia narra um evento ocorrido na Rússia que ira dar inicio a certos acontecimentos no modo principal.Neste modo a cooperação é tudo e os jogadores podem bolar diferentes estratégias para avançar na historia.

O jogo ainda possui uma qualidade gráfica ótima, os designers gráficos dos personagens estão melhores e bem detalhados e os cenários são extremamente detalhados e reais. Os efeitos visuais como explosões estão bem feitos e possui um grande ar de realidade.

Na parte de direção o game fica a cargo de excelentes animações todas bem cinematográficas e  bem empolgantes. No quesito som o game também não peca e fica a cargo de grandes efeitos sonoros e muitos temas que conseguem entrar no clima de espionagem.

Bem nem tudo é perfeito em Conviction e o game peca por algo que, mas odeio em um jogo a duração um game desse deveria ter enredo com pelo menos 10 a 12 horas de jogo, mas peca por uma duração de menos de 7 horas bem para evitar que o jogador fique  esqueça ele cedo temos o modo online que possui diversos modo de jogo, mas para aquele que não curte esse tipo de jogatina fica aqui uma boa idéia, alugue Splinter Cell Conviction e tenho certeza que em dois dias você consegue chegar ao fim.

.

.

Análise:

Plataforma: X Box 360 e PCs.

Produtora: Ubisoft

Gráficos: 10

Jogabilidade: 9

Som: 9

.

Geral: 9,5

 

Ponto forte: Ação cinematográfica e modo cooperativo bem divertido junto a uma historia bem empolgante.

Ponto fraco: Jogo curto e possui momentos repetitivos, mas isso não atrapalha.

 

3 Comentários

Arquivado em Games, Hands-On, Reviews

3 Respostas para “Hands-On – Splinter Cell: Conviction

  1. Esse novo Splinter segue o mesmo tipo dos antigos ou está mais focado na aventura???

  2. Denis

    Alan wake eh demais o fogo eh q termina muito rapido
    poucos episodios
    mas pra mim um dos melhores

  3. Jaime

    hello man, Your comments about GAMES are so special, i bookmark yours website to visit any weak, i suggest you visit this blog: hxxp://www.jogosonlaine.[org] – thanks man for this kind of information! John

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s