[Filmes] 127 horas é emocionante!

Qual trabalho é mais difícil? Criar algo novo do zero sem base alguma, ou fazer uma adaptação da realidade usando elementos que foram reais o bastante para deixar marcas que jamais serão esquecidas? A história deAron Ralston é no mínimo curiosa, é contada aqui em pouco mais de uma hora e meia, porém revela em sua essência momentos de aflição, loucura e sobrevivência.

Aron acima de tudo é uma pessoa real, assim como eu e você. Talvez apenas se diferencie por ter em sua vida um espírito aventureiro, forte e que até hoje é banhado por pura determinação e amor pela vida. Em 2003, Aron, partiu para mais uma aventura no Blue John Canyon, como o próprio nome sugere, esse é um lugar amplo, deserto e cheio de segredos. Fissuras entres os desfiladeiros são frequentes, porém são lugares assim que motivam  a aventura e por fim seu objetivo. Superar os desafios e chegar ao “ponto final”, seja ele grutas escondidas entre as montanhas ou o topo mais alto daquele lugar.

Assumindo um papel arriscado, Aron, inicia sua aventura sem deixar nenhum aviso, ninguém sabe onde ele está, para onde foi ou quando vai voltar. Apesar de ter sido uma lição dura, isso é o que acaba transformando a sua vida em algo único. Diante da adrenalina e de momentos de euforia e puro prazer, Aron é tomado por uma das coisas mais improváveis que poderia acontecer naquele momento. Ao tentar mais uma descida acaba sendo surpreendido por uma pedra que aparentemente estava presa, mas que se desprende das paredes e rola junto ao seu corpo para uma das fissuras do canyon, logo, Aron percebe que seu braço está preso, na verdade é seu braço que preenche o espaço vazio entre a pedra e as paredes rochosas, fazendo assim uma sustentação perfeita.

Quem conhece a história real já sabe seu fim e o que será preciso para chegar lá, porém isso não estraga de maneira alguma essa experiência. Pela primeira vez posso dizer que James Franco é um ótimo ator, consegue levantar o papel e deixar de lado qualquer preconceito que tenha como base seus filmes anteriores. Danny Boyle consegue surpreender ao passar um visual maravilhoso e por manter uma dinâmica interessante, digo isso por esse ser um típico filme onde tudo se prende em apenas um cenário, com isso é mais do que essencial a capacidade de manter uma linha de eventos e acima de tudo algo que realmente prenda o espectador. Pode parecer estranho mas esse é mais um trabalho que aproveita das memórias para incluir em nossa visão toda a sensação por trás daquele acidente, não é algo constante, porém é muito bem trabalhado e consegue passar o que Aron deve ter sentido.

Abaixo segue o trailer pra vocês, assistam e tentem assim como eu retirar dessa história pelo menos um pingo de carinho pela vida e pelas simples alegrias que vocês não percebem mais. Acima de tudo essa é uma história real que retrata eventos que não devem ser esquecidos e sim levados como exemplos de força e coragem.😉

 

Deixe um comentário

Arquivado em Cinema, Notícias

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s