Retrô: Fatal Fury Wild Ambition

Fatal Fury Wild Ambition era muito ambicioso

Jogos de lutas 3D atualmente é que mais se presa e jogos 2D tem  mantendo o fôlego como Blaz Blue e outros que aos poucos vem perdendo como a serie KOF, mas o 3D já foi um dia algo que ninguém ligava dependendo da franquia (casos como Street Fighter EX Plus Alpha e a serie KOF Maximun Impact) esses dois fazem parte de uma franquia que jamais deveriam se converter ao 3d mais aconteceu.

Bem não irei falar deles, irei retroceder a situação basicamente no ano de 1999 onde a SNK resolve renderizar os personagens da serie Fatal Fury e fazer um game muito mediano.

.

.

Fatal Fury Wild Ambition

Lembram quando o 3D ainda não era foto-realista?

Lançado para PSX e Neo Geo 64, a idéia do game era trazer a velha historia de Fatal Fury para um jogabilidade um tanto diferente, a historia creio que pelo menos quem já viu a animação de Fatal Fury ou quem já jogou o clássico de Snes conheça, mas irei contar.

Em uma bela tarde de sol, os irmãos adotivos Terry Bogard e Andy Bogard tiveram seu pai, Jeff Bogard, assassinado pelo gangster Geese Howard, quando eram crianças algum tempo depois eles crescem e se tornam lutadores e partem para a vingança.

Esta é a base da historia que é retratada no modo Story do game, neste você escolhe um dos 13 personagens disponíveis e luta até chegar ao Boss Geese Howard (se você escolher Geese no fim ira enfrentar o Terry), este é um chefe um tanto apelão com a técnica Reppuken e no fim, caso você vença,  irá ver a cena final que sempre segue um padrão de igualdade para todos os personagens, ou seja, os finais do game quase sempre são os mesmos.

.

O legal era ver personagens tão famosos trocando sopapos em 3D...

A jogabilidade do game consegue se adequar a plataforma 3D sendo um titulo melhor que a serie Maximun Impact, você ao contrario do titulo citado, consegue realizar combos com mais facilidade e os movimentos especiais estão bem adequados e produzidos no game, movimentos como o Heat Blow no qual o personagem consegue atordoar o adversário ou até mesmo arremessá-lo para o alto.

Na versão de Playstation para compensar a qualidade gráfica um pouco abaixo da versão de arcade, o jogo ganha dois personagens novos sendo eles Ryu Sakazaki o mesmo de Art of Fighter, porém ele vem como Mr. Karate e o hilário Duck King.

.

Personagens antigos Personagens novos Personagens novos (PS1) 

 

Terry Bogard 

 

Toji Sakata 

 

Ryo Sakazaki (as Mr. Karate) 

 

Andy Bogard 

 

Tsugumi Sendo 

 

Duck King 

 

Joe Higashi 

 

Terry Bogard (somente se você escolher Geese como jogador) 

 

Mai Shiranui 

 

Geese Howard (Boss) 

 

Kim Kaphwan 

 

Billy Kane 

 

Raiden 

 

Ryuji Yamazaki 

 

Li Xiangfei (secreta na versão arcade, porém no PS1 ela já vinha habilitada) 

 

.

.

A qualidade gráfica do game chega ser aceitável, os efeitos dos movimentos especiais são cheios de luzes e empolgam bastante, o designer dos personagens para ambas as plataformas consegue ser bem aceitável apesar de possuir alguns bugs.

Um game de luta 3D que consegue ser bem aceitável, pois na época já tínhamos a serie Street Fighter sofrendo com isso, mas a SNK conseguiu manter a sua franquia bem adaptada a plataforma deixando o jogo muito bem elaborado.

1 comentário

Arquivado em Games, Retrô

Uma resposta para “Retrô: Fatal Fury Wild Ambition

  1. Autoverz

    I don’t agree

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s